O CALOR DE VERÃO
Nos dias de maior calor, é importante que tome algumas medidas para proteger o seu cão de um grande desconforto.
A temperatura do corpo sobe acima do 40ºC e o animal absorve mais calor do que aquele que consegue libertar, e isso pode conducir a uma falha geral dos orgãos vitais.

Aproveite o melhor que o verão tem para lhe dar a si e ao seu animal de companhia, seguindo algumas destas dicas. Se surgir qualquer complicação decorrente do calor, procure de imediato ajuda do seu médico veterinário. Ele vai ajuda-lo a evitar males maiores.

1. ATENÇÃO À ALIMENTAÇÃO
No verão é comum ocorrer mais desidratação. Tente oferecer ao seu cão comidas húmidas ou semi-húmidas, principalmente se o cão bebe pouca água. É importante que o cão aprecie a alimentação e ao mesmo tempo se mantenha hidratado.

2. CARACTERÍSTICAS DAS RAÇAS
Raças com o focinho achatado, como o bulldog françês, bulldog inglês e os gatos persas, sofrem de problemas respiratórios, ou seja, o  Síndrome do braquicefálico. Estas características obrigam a um cuidado redobrado. Em dias de temperatura muito elevada, mantenha-os em locais frescos, não saia com eles à rua, coloque toalhas humedecidas em cima deles para baixar a temperatura corporal.

3. O CARRO
Nunca é uma opção deixar o seu cão dentro do carro! Com 21ºC no exterior , ao final de uma hora, o interior do automóvel pode atingir os 82ºC. Deixar as janela abertas não resolve o problema.

4.  A IDADE
Os animais jovens (até aos 12 meses) e os geriáticos ( com mais de oito anos). Além de todas as recomendação, mantenha-se mais vigilante se o seu cão ou gato estiver nestas idades.

5. O PESO
Animias com mais peso, ou obesos, sofrem mais com as temperaturas altas, pois têm uma camada de lípidos que os isola do exterior e provoca mais calor. Manter o peso ideal do cão é a melhor forma de prevenir esta situação.
PEDRO EMANUEL PAIVA, FUNDADOR DA PET B HOME | 2020-07-17
VOLTAR