PET B HOME - CACHORRO QUE SÓ FAZ ASNEIRAS EM CASA!
CACHORRO QUE SÓ FAZ ASNEIRAS EM CASA!
O prazer de ter um cachorro em casa, pode contrastar por vezes com os comportamentos indesejados, mas próprios da idade do seu pequeno companheiro.

Um cão em idade de cachorro é muito fácil de moldar, no entanto sensibilizar os seus tutores é, por norma, a parte difícil deste processo. Paciência, resiliência, constância, clareza, regras bem definidas, assertividade, conhecimento prático, coerência e, acima de tudo, muita compreensão e amor são as características para um tutor responsável.

Definir logo desde o primeiro dia as regras dentro de casa e desenvolver aprendizagens completas no exterior vai aumentar as probabilidades de um cachorro se tornar um cão adulto equilibrado e funcional.

Para além da procura da minimização do impacto negativo causado por todas as condutas (im)próprias de um cachorro como explorar, saltar, mordiscar, jogar, roer, deve procurar as soluções de estabelecer uma relação de confiança com o seu cachorro, ao mesmo tempo que o educa.

Porque é possível brincar e aprender ao mesmo tempo, tente rentabilizar a brincadeira ao máximo e aproveitar esta forma de interagir para o educar e ao mesmo tempo satisfazer as necessidades orgânicas do seu pequeno patudo.

A prioridade dos treinos deve ter como premissa brincar e comer. Através do jogo, estamos a desenvolver o exercício físico que cachorro tanto precisa, acabando por saciar ao mesmo tempo as necessidades físicas do animal. Através da comida, pode recriar enriquecimento ambiental, com a sua colocação dentro de brinquedos próprios para este efeito, que vão estimular os instintos naturais do cão. A alimentação também pode servir como uma consequência reforçadora para lhe ensinar comportamentos básicos de obediência como o sentar, deitar, vir ter consigo quando o chama ou até não puxar a trela quando vão passear à rua.

Envolver todos os membros da família neste processo possibilita a obtenção mais rápida dos resultados pretendidos, bem como a criação de um vínculo homogéneo entre todos os elementos e o cachorro. A consciencialização de como comunicar com o cão de forma tranquila, transmitir-lhe segurança e proporcionar-lhe conforto, apostando desde cedo na formação bilateral, onde o cachorro e o tutor se compreendem, é a abordagem perfeita para prevenir problemas graves no futuro, numa relação única com o seu cão, como membro integrante da família.
PEDRO EMANUEL PAIVA, FUNDADOR DA PET B HOME | 2020-06-11
VOLTAR